quinta-feira, fevereiro 08, 2007

...e eu fico fazendo de conta que foram feitas para mim...presunçoooosa!!!

Foto - Silvia Câmara- Tela de Floriano Teixeira - daqui de casa

Silvia, cicio em si, brisa levinha,
susurro no silvado, silva poética,
no silêncio de um vôo de andorinha,
a esquiva graça e a sugestão estética.

Carlos Drummond de Andrade - "Dedicatórias para brotos"


Muitas vezes, de repente
Sílvia Maria, você
Parece um bichinho que é
Mais bonito do que gente

Manoel Bandeira - "Sílvia Maria"
( Poesia oferecida por minha amiga-poeta Conceição Pazzola - apesar de que não sou Maria, sou Helena!)


08:45 - hora em que nasci, depois de a mamãe ter ido umas três vezes (alarme falso) ao Hospital Militar, em Fortaleza- Ceará

4 comentários:

Larissa (sua filha preferida) disse...

Lindo! :D
Vá no meu flog agora...

www.fotolog.com/larycmartinez

=***

te amo!

Maria Muadié disse...

Silvia,
você esqueceu a de Shakespeare, assim ele vai ficar com ciúme:

SÍLVIA

(canção de "Dois Cavalheiros de Verona", 4,2)

Quem é Sílvia? O que ela oculta
em si, pois tudo a exalta?
Ela é pura, bela, culta
e, como não tem falta,
qualquer moço, ao vê-la, exulta.

Será doce como é bela?
Beleza inclui doçura.
Cego, o Amor, tão logo apela
a seu olhar, se cura
e hoje habita os olhos dela.

Louvemos Sílvia, senhores,
porque Sílvia supera
quanto vive, até os melhores
mortais aqui da Terra,
e coroêmo-la de flores.

WILLIAM SHAKESPEARE

Anônimo disse...

Silvinha,
Ainda bem que você nasceu!
E por acaso é que não foi!
Que o dia 08 de fevereiro de .... às 8:45, seja sempre motivo de comemoração!
Te Amo!
Adriana Liberato

Mauro Roza disse...

Parabéns pelo poema.
Vc tem interesse de vender essa tela do Floriano Teixeira?

Grato:

Mauro Roza
mauroroza@hotmail.com