sexta-feira, novembro 24, 2006

Rosa?

Às vezes batia uma sensação estranha. Foto by Sílvia Câmara
Como se piedade sentisse.
E, sem que ela visse,
Colocava na sua janela uma rosa.
Ficava à espreita:Ela pegava na flor e chorava.
Ele, de longe – ele sorria.
Caminhando calmamente na calçada.
Outras vezes, ainda na espreita,

Percebia que ela,
Com a rosa no coração

Louca e desvairada Sorria – coitada!
Ele chorava...
As fases da rosa
As fases da lua
Até o romper da aurora.

Verônica Aroucha

2 comentários:

Verônica Aroucha disse...

Sílvia, a surpresa foi um lindo presente!
Eu "vi" um papel brilhante, com um laço de fita prateado - foi a brisa perfumada, que tu, amiga segurou e soltou lindamente para nós.
Abraço imenso, agradeço alegre, alegre
Verônica

Juliana Maria Romcy Câmara disse...

Eu,
Estive presente nesse reencontro. Lugar onde tudo começou e se Deus Permitir, será renovado por mais milhoes de anos!!
Amo vocês e quero um Amor assim pra vida Inteira!!!