quarta-feira, janeiro 03, 2007

Para saudar um novo ano


Para saudar um novo ano
Nada melhor do que refletir sobre o passado.
Crescer com os tropeços,
Aprender com o que não foi tão acertado.
Ter a alma suave como a de um recém-nascido,
Mas com a sabedoria de um ancião.
Esperança, apesar de tudo que se tenha padecido.
Amor, amizade, tolerância,
E um grande coração.
Para brindar um ano novo
Bom mesmo é ter amigos,
Se a família não conseguiu se juntar,
No pensamento, com certeza deram-se as mãos.
E o novo ano nasce e a cada dia renasce
Se a gente assim quiser
Pois o amanhecer assim como o reflorir
Às vezes só depende de nós.
Conclamo os beija-flores, rouxinóis e bentevis
Pôres-de-sol dourados,
Altas e baixas-mar,
Céu, lua, estrelas e astro-rei.
Olá! Acorda! Há um ano inteirinho pela frente.
Muito trabalho: mudar um país dá muito trabalho.
Há que se melhorar saúde, moradia, educação.
Tomara.
A esperança é o que nos move.
Tomara que o ano seja bom.
Tomara.

Sílvia Câmara

Um comentário:

Verônica Aroucha disse...

Silvinha amiga, ter a alma suave como a de um recém-nascido, a sabedoria de um ancião e ESPERANÇA, é tudo o que desejo para VOCÊ, para todos nós.
Digo assim seja, com o reflorir dos sonhos.
Feliz, feliz 2007, e sempre!
Verônica