terça-feira, maio 01, 2007

Sobre como encontrar um anjo

Tela - The angel - M. Fernanda
Escrevo-me pelas curvas de um verso
E nesta aventura insana
Aparece diante de mim
Um anjo

Não sei bem por onde entrou
Pela fresta da janela
Ou a brisa lhe anunciou
Talvez habite por perto.

Suspira ou sopra um sonho
Tornado tinta no lastro das horas
Pluma de ave
Ou folha caída

De um astro coberto de girassóis
Aguando um mar-dormitório
De desígnios piscosos.

Para falar de amor
É preciso um anjo.
De mãos dadas com ele faço a travessia.

Sílvia Câmara

2 comentários:

MARIAESCREVINHADORA disse...

O anjo é você, amiga.
Sou muito feliz por chamá-la assim.
Parabéns!
Grande abraço,

Conceição

Verônica Aroucha disse...

Silvinha querida, que poema lindo!
Quase vejo o anjo segurando sua mão...
Parabéns, cada dia escreve mais forte com raízes nos sentimento mais profundos.
Um beijo com carinho e admiração.
Verônica