segunda-feira, dezembro 11, 2006

Para Larissa



Hoje quero fazer um poema de amor.
Tão terno, tão doce, mas tão imensamente teu
Como uma oferta de carinho.
Incondicionalmente amor,
Porque é para minha filha do meio:
Aquela que nasceu perto do natal
Como um presente de Deus.
Aquela que já passou por um monte de adversidades
Mas venceu todas e vencerá outras mais
—Deus não queira — mas porventura venham.
Larissa traduzido significa alegria.
E ela é a mais perfeita representação de tal estado.
Queria te servir meu amor numa cesta de flores
Ou num beijo de mãe.
Mas tu ainda dormes.
Dorme, princesa. Os anjos velam teu sono.
E eu aqui, tento servir-te amor com esta poesia.
Feliz Aniversário!

Sílvia Câmara

3 comentários:

Larissa C. Martinez disse...

Tudo o que posso dizer é que te amo demais, e me desculpe se em alguns momentos eu te deixei triste nao era mesmo a minha intenção, quero poder compartilhar todos os momentos da minha vida com voce, porque ninguem no mundo eh mais importante do que VOCE, MINHA MÃE.
Vc é exemplo de força, determinação, ternura... voce é o que eu quero ser quando crescer!

Tô ficando velhinhaaaaaaaaaaa.
te amo!!!
beijos!!!
Lalá

Verônica Aroucha disse...

Que bela homenagem, Sílvia querida.
ALEGRIA te merece, mereces ALEGRIA.
E nesse merecimento total, o dia nasceu florido.
Parabéns as duas, tão jovens e puras:
mãe e filha... bençãos caem do céu.
Verônica

Maria Muadié disse...

Que bonito, amiga, fiquei emocionada.
Você é linda, Larissa é linda, e eu desejo muita muita alegria pra vocês.
Um beijo grandão,
Martha